diario las americas en espaГ±ol

Organic Jamaican Black Castor Oil on novembre 17, 2020 at 5:40 lasix sin receta espaг±a http://appseem.com/cialis-ganeric/ cialis strips. Production of palm oil is more sustainable than crop based vegetable oils such as soybean and rapeseed. It consumes considerably less energy in production. Faytech North America is a touch screen Manufacturer of both monitors and pcs. ultracell full spectrum hemp cbd oil dit: Diario Informe dit.

youtube video

Diario Las Américas - Clasificados

Diario las americas en espaГ±ol -

 

Here we are, mid-December, and life is busy! This is the time of year when most people’s healthy habits get derailed, and before you know it, we are feeling left with less energy. Here are five ways you can add fitness to your day, even during the busy holiday season:

 

1.  Increase Physical “Work”

Technology has caused a major shift in the way humans live, and physical activity has become an optional daily occurrence. However, with a creative mindset we can still take advantage of many events in our days with good old fashioned labor. Try some of these challenges to increase your work capacity throughout the day:

  • At the grocery store steer clear of the shopping cart.  Try to only use a basket (or two) to carry your food. As you navigate the aisles you’ll be improving your grip and building core strength with a bonus deadlift thrown in any time you set your basket down. By choosing to carry the items you will also develop awareness around what you’re purchasing. The bottom line, you get more fit and only the essentials make it home. Your inner hunter-gatherer will be proud!
  • Park far away in the parking lot. It’s just as fast as driving up and down the lanes to get as close as possible.
  • Take the stairs. Every step counts and if you’re really motivated try throwing in some lunges!
  • Leave the car in the garage. Take a new approach to your daily travel and try to walk or bike to work.

 

2. Stretch It Out (Every Chance You Get)

A terrific habit to build is to practice full range of motion and proper biomechanics in the daily activities you already do. How many times a day do you catch yourself hunched over, chin to chest with your neck craning to look into a screen. Ouch! Focus on good posture with shoulders back and eyes gazing straight ahead. See how it affects your mood, confidence and energy levels!

  • While grabbing items off of a bottom shelf or cabinet, hold the bottom position of a squat and drive your knees out to the sides. Spending 10 minutes a day in the bottom of a squat can be life changing for your spine, hips, and knees!
  • If you’re talking on the phone or typing at your computer incorporate ankle rolls at the same time. Rotate your foot at the ankle as if you were at the beach writing your name in the sand with your toes. Make sure to practice each letter of the alphabet.
  • Driving to and from work? This is a great time to work on externally rotating your shoulders while sitting up tall with a proud chest.

 

3.  Equalize The Sedentary Activities

Take advantage of time that doesn’t require movement to work postural muscles or build in fitness breaks. Alternating work and rest periods will increase metabolism and improve circulation. This can even be a great opportunity to develop your strength. By practicing strength daily you can make remarkable improvements in a short amount of time. Strength is a skill and the majority of initial gains in strength are due to neuromuscular adaptations to training.

  • For office work or writing try a standing desk or treadmill desk.
  • If you’re at home watching television try to practice push-ups, squats, or core exercises  during the commercial breaks. One popular method technique is called “grease the groove. The premise is simple, pick a movement you want to improve at and perform a set of the exercise with half of your maximal reps (eg. if your max number of pullups is 10, you will want to perform sets of 5). Rest at least 15 minutes between sets. Repeat as often as possible throughout your day.

 

4. Get Outside Every Day

Getting outdoors is the perfect chance to reset and reconnect with your body, and there’s no better place than Tucson to take advantage of the beautiful December weather! Whether it’s a park you swing by on the way home from your work or stepping out on the back porch with your morning coffee making time for the outdoors is an essential. Moving outside requires us to apply our bodies to move in new and challenging ways. Some recommendations:

  • Climb a tree, seriously when was the last time you did? Go now, you can thank me later…
  • Walk or run barefoot. Connecting your feet with the dirt, grass, or sand feels great, allows full range of motion, and strengthens the feet.
  • Find a rock, log, or another odd object to be your new “pet rock”. Take your new found pet on a walk and enjoy this new test of fitness.

 

5. Find A Community

One of the best ways to add fitness to your day is to surround yourself with people who care about their health. Positive social support has been proven to improve adherence to exercise and dietary habits. If you feel like you need help in achieving your health and fitness goals maybe joining a tribe of people on the same journey is the best way to add fitness to your day!

 

Need more action in your life? Schedule your Free 1 Hour Intro with Crossfit Purgatory here

Источник: https://crossfitpurgatorytucson.com/fitness-through-the-holidays/
Leven S/A

24/06/2021

 

Os gatilhos mentais de Robert Cialdini são considerados umas das mais efetivas técnicas de persuasão em negociações. O autor do livro “As Armas da Persuasão” mostra quais são os princípios que mais influenciam as pessoas durante uma negociação. Na verdade, ele fala sobre gatilhos mentais e como eles guiam a nossa tomada de decisão em diversas situações.

Segundo Robert Cialdini, os gatilhos mentais são comportamentos pré-programados que, uma vez estimulados, desenrolam uma sequência de ações. São “padrões fixos de ação” que nos orientam a agir de forma rápida e sem pensar, diante de algo que surge como necessidade.

São como “padrões internos de funcionamento” criados pelo cérebro. Tipo: se acontecer “isso”, faça “aquilo”. O “isso” é o gatilho e o “aquilo” a sequência de ações. Exemplo: se alguém joga alguma coisa em sua direção e você não sabe o que é, seu cérebro dispara a ação “desvie!”. Você não precisa pensar para fazer isso. Cialdini chama este comportamento de “clique, zum”, ou seja, temos comportamentos pré-programados, “padrões fixos de ação”, que uma vez estimulados, “clique”, desenrolam uma sequência de ações, “zum”.

Os gatilhos mentais podem ser utilizados de diversas formas em uma negociação, porque há alguns que são princípios psicológicos e eles influenciam a tendência de uma pessoa concordar com uma solicitação. Sabe quando você se programa para fazer algo, como estudar ou trabalhar, e o seu amigo faz um convite para um compromisso naquele mesmo horário?

 No primeiro momento você responde “- não”, mas o seu amigo argumenta: “- Ahhh, seria tão importante que você fosse, as pessoas que estarão lá estavam contando com a sua presença e ficariam muito felizes com a sua presença.”

Danou-se! Depois de ouvir a argumentação dele, você sente aquele aperto no coração, se sente um monstro, ao mesmo tempo que se sente importante. O que você faz? Responde:  “- Tá bom, vamos lá! Mas só dessa vez, hein!?” Este comportamento reflete um dos gatilhos mentais que se chama reciprocidade. Essa mudança de comportamento é o que Cialdini chama de “clique, zum”.

Quer outro exemplo? Com certeza você já fez compras online. Já reparou na frase que há quase sempre “estoque de duas peças”. Este comportamento reflete um dos gatilhos mentais que se chama Escassez.

Mais um exemplo, o último, ocorre também em compras on-line. Quando você está vendo o produto aparece a frase: “X pessoas estão vendo este produto neste momento” Este comportamento reflete um outro gatilho mental que se chama Aprovação Social.

Mas afinal, por que acontecem gatilhos mentais? É comum que o cérebro humano tome decisões pouco racionais no dia a dia, as quais ocorrem de maneira inconsciente. Isso acontece quando o nosso cérebro quer poupar esforços e, para isso, recorre a certos atalhos. Esses atalhos também são conhecidos como “gatilhos mentais”.

Para entendermos melhor, é interessante saber como nosso raciocínio se comporta. No livro “Rápido e devagar: duas formas de pensar”, o psicólogo e prêmio Nobel de Economia Daniel Kahneman explica que existem dois sistemas de pensamento:

Sistema 1: rápido, instintivo, emocional. Exige pouco esforço para resolver problemas. É o que você usa para resolver a equação 2+2=? ou dirigir em uma estrada vazia.

Sistema 2: devagar, lógico, calculista. Requer foco e concentração para solucionar questões. É o que você usa para calcular quanto é 17×14 ou estacionar em uma vaga apertada.

Em grande parte das circunstâncias, nós pensamos e agimos pelo “Sistema 1”.

Aposto que você já ligou os pontos, não é? Para estimular a outra pessoa e conseguir um “sim”, você precisa pegar um desses “atalhos” e acessar o sistema rápido de pensamento, para desencadear reações automáticas, intuitivas, pois os gatilhos mentais são informações isoladas que provocam reações automáticas. Isso mesmo: é como se nós fossemos “programados” para responder positivamente sempre que recebemos alguns estímulos específicos.

Por isso é importante, como negociadores, conhecermos e dominarmos o uso desse mecanismo – mas com muita cautela e ética! A ideia não é convencer e induzir seus clientes a comprar algo que não precisam, até porque isso não é benéfico para nenhum dos lados (vamos falar sobre isso mais à frente).

Dito isto, é hora de uma lista de gatilhos mentais para vendas!

Em seu livro, Robert Cialdini apresenta uma lista de gatilhos mentais largamente utilizados por nós. Para ele, tratam-se de estímulos que influenciam o nosso cérebro na hora de decidir, conduzindo nossas ações.

Segundo Cialdini, esses gatilhos têm a ver com aspectos instintivos, emocionais e sociais. E, dessa forma, podem ser incorporados às técnicas de persuasão em negociações de produtos ou serviços.

1. Reciprocidade;

2. Coerência;

3. Aprovação social;

4. Afeição;

5. Autoridade;

6. Escassez.

 

1. Reciprocidade

O gatilho da reciprocidade se refere à tendência que nós temos de retribuir algo de bom que outras pessoas fizeram por nós. Em uma negociação, se você faz algo de valor para o potencial cliente de maneira voluntária, ele se sentirá na “obrigação” de retribuir a sua gentileza.

E como pode ser essa retribuição? Ora, isso pode ser feito por meio da aquisição do seu produto ou serviço, ou ao menos de sua recomendação.

Saber ativar esse gatilho mental de retribuição pode trazer bons resultados, por isso, sempre que possível, ajude seu cliente, mesmo em assuntos não relacionados diretamente a seus produtos e serviços.

2. Coerência

O gatilho da coerência se refere à tendência que nós temos de evitar cair em contradição e nos mantermos coerentes aos nossos posicionamentos. Ter uma personalidade coerente é muito valorizado socialmente e facilita nossas escolhas – uma vez que decidimos por um caminho, basta seguir a mesma direção, sem precisar ponderar tudo a cada decisão. Isso é tão forte que, quando você assume um compromisso, mesmo que pequeno (ou minúsculo), tende a seguir a mesma linha, mesmo sem querer.

Em uma negociação, esse gatilho pode ser utilizado para persuadir o tomador de decisão. Se por exemplo, o automóvel que você está oferecendo para um cliente possui o sistema ISOFIX (para instalação de cadeirinhas infantis) e seu cliente em potencial se posiciona como um grande defensor segurança dos pequenos dos automóveis, faz todo sentido usar o gatilho da coerência a seu favor.

3. Aprovação Social

Em maior ou menor grau, todos nós estamos em busca de aprovação social. E por que não usar isso no seu discurso de negociações? Uma forma que utilizamos para tomar decisões é observar o que os outros estão dizendo ou fazendo.

Lá no fundo, todo mundo é um pouquinho maria-vai-com-as-outras. Nós desejamos fazer parte de um grupo e buscamos aprovação social.

Ao apresentar sua solução para seu futuro cliente, mostre a ele que outras pessoas já aderiram à tal solução e estão tendo bons resultados.

Cases de Sucesso: você pode produzir materiais explicando como clientes obtiveram sucesso com o seu produto. Envie para prospects que ainda estão em dúvida – escolha clientes com características semelhantes para potencializar os resultados.

4. Afeição

É também uma tendência humana decidirmos positivamente em relação a algo que estamos afeiçoados.

Nesse sentido, em uma negociação é possível fazer com que o cliente se afeiçoe à sua solução. Você pode tentar despertar nele algum sentimento que o faça se conectar emocionalmente com o produto ou serviço oferecido.

Produtos aplicados no Brasil, por exemplo, costumam ser prestigiados por pessoas que se orgulham de seu país.

5. Autoridade

Este gatilho geralmente é acionado quando o vendedor se posiciona como autoridade no assunto referente ao produto ou serviço que ele quer vender.

Assim, é possível imprimir maior credibilidade ao discurso de negociação. Isso fará com que o cliente confie no que está sendo dito e feche negócio. Mais do que nunca, ser um profundo conhecedor de sua marca e de seus produtos faz toda diferença para acionar este gatilho em seu cliente.

6. Escassez

Por fim, encerrando os 6 gatilhos mentais de Robert Cialdini, temos o gatilho da escassez. Eles atuam na hora do cliente fazer uma compra, com o lema: “É agora ou nunca!”

Aqui, a intenção é criar um senso de urgência no cliente, mostrando para ele que a oferta é exclusiva para poucas empresas ou por tempo limitado. Mostre para ele que o seu produto ou serviço “não é para todo mundo” e que poucas empresas foram escolhidas para adquirir a solução oferecida.

Além de se sentir especial, a tendência é que ele feche o negócio o quanto antes para não perder a oportunidade.

 

Ficou claro quais são os 6 gatilhos mentais de Robert Cialdini e como eles podem te ajudar a melhorar as negociações? Experimente considerar esses gatilhos nas suas abordagens e veja seus resultados melhorarem de maneira significativa.

GOSTOU? Siga nossas páginas nas redes sociais em @soucasadosucesso e fique atento sempre às novidades e promoções.

Источник: https://casadosucesso.com.br/blog/post/9916/os-6-gatilhos-mentais-em-vendas
Assessor de comunicação

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Источник: https://www.icomfloripa.org.br/icom-contribui-com-publicacao-sobre-filantropia-comunitaria/